Follow by Email

domingo, 10 de outubro de 2010

O uso dos porquês


Você já se viu naquela situação em que não sabe como usar o “porquê”? Será que escrevo “por que”, “por quê”, “porque” ou “porquê”? Eu já passei por isso inúmeras vezes. Aqui está, então, uma explicaçãozinha para, quem sabe, você se situar. Qualquer dúvida, envie-me um e-mail..:-)

O uso do “Por que”:

1. Utilize-o nas interrogativas (diretas ou indiretas):

Por que ela não veio? (interrogativa direta)

Queremos saber por que ela não veio. (interrogativa indireta)
Queremos saber por que motivo ela não veio. (Colocando a palavra “motivo” após "por que", e a frase continuar a fazer sentido, seu uso está correto.


2. Use-o ao invés de pelo qual, pela qual pelos quais, pelas quais. Fica muito chique..:-)

Aquele é o quadro por que ela se apaixonou.
Aquele é o quadro pelo qual ela se apaixonou.



O uso do “Por quê”:


Bem fácil!! Use-o em final de frase ou quando a expressão estiver isolada.

Léia não veio, por quê?
Você assistiu ao filme ou não? Por quê?


O uso do “Porque”:
1. Use-o para expressar causa ou explicação.

Vinícius foi embora porque estava cansado. (Qual a causa de ele ter ido embora?)
Não vá porque preciso de você aqui. (Qual a explicação para eu não ir?)

Você pode substituir por “pois” nesses casos.

2. Você, também, pode utilizar porque ao invés de "para que" quando se tratar de finalidade. Fica muito machadiano..:-)

Ele mentiu porque o deixassem em paz. (Qual a finalidade de ele ter mentido?)


O uso do “Porquê”:
Use-o com o artigo “o” para exprimir causa, motivo ou razão.

Não quero saber o porquê de sua ausência.
Você pode substituir "porquê" por "motivo". O sentido não muda e você terá a certeza de que está correto o seu uso.

Boa sorte e até a próxima!

Um comentário:

  1. Oi, Janete!

    A língua portuguesa é o meu 'terror'! rsrsr

    Essa estória de toda regra possuir uma excessão é de matar! Quem sabe agora, com teu blog, eu aprenda um pouquinho mais!

    beijooo

    ResponderExcluir