Follow by Email

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Mais sobre hifens

Ainda sobre os hifens, os prefixos ante, anti, contra, circum, hiper, infra, intra, pós, pré, sub, super, supra, ultra (para falar de alguns) e os falsos prefixos (arqui, inter, macro, micro, maxi, mini, pseudo, semi, etc.):
v Quando acompanhados por palavras iniciadas por h, use o hífen. Exemplos: Anti-higiênico; semi-hospitalar; sub-hepático, etc.
v Quando acompanhados por palavras que se iniciam com a mesma vogal que terminam os prefixos, use o hífen. Exemplos: Anti-inflamatório; arqui-inimigo, micro-ondas.

Juntando com a dica número 2 de ortografia, e resumindo: se os prefixos terminam com uma vogal diferente daquela que o segundo elemento – lembre-se: não use o hífen (autoescola). Se a vogal é igual, use o hífen: eletro-óptica, e se a palavra após o prefixo iniciar por h, use, também, o hífen: neo-helênico (aliás como já era antes).
Na dica anterior, eu mencionei a duplicação das consoantes “r” e “s” quando a palavra seguinte ao prefixo que termina com vogal inicia-se com “r” ou “s”, certo? Mas lembre-se: Só duplica quando o prefixo termina com vogal: ultrassom. Porém se o prefixo termina em “r”, ou seja, os prefixos hiper, super, inter, mantêm-se o hífen: hiper-resistente, inter-regional (como era antes). E em palavras como hipersônico, intersexual, ficam como eram antes, sem hífen e um “s” apenas.

O prefixo co mantém sua aglutinação: cooperar, coordenar, etc.
Mas lembre-se, toda a regra tem exceção. Consulte o VOLP (Vocabulário ortográfico da Língua Portuguesa atualizado).
Até mais! J

Nenhum comentário:

Postar um comentário