Follow by Email

domingo, 20 de março de 2011

Ou seja...

Tenho visto em alguns trabalhos ou falas o uso de “ou seja” em substituição à conjunção “porque”. Ou seja e isto é são conectivos explicativos, mas isso não significa que possam ser substituídos pela conjunção “porque”. Vejam o exemplo:

  • Corroborar, ou seja, comprovar seus pensamentos por meio de falas de teóricos vai fazer parte de toda sua vida acadêmica.


Quando usamos as expressões “ou seja”, “isto é”, queremos dizer “em outras palavras”, você estará explicando o que disse mas de outra forma. Naquela frase estou explicando o significado da palavra “corroborar”.

Já neste exemplo:

  • “Saí para comprar limões, ou seja, precisava fazer uma limonada”.

Nessa frase o fato de sair para comprar limões não é sinônimo de fazer uma limonada, poderia ser uma torta de limão, poderia ser sorvete de limão. Substituindo por “em outras palavras”:

  • “Saí para comprar limões, em outras palavras, precisava fazer uma limonada”. 


Não faz sentido, não é? Agora usando “porque” fica lindo:

  • “Saí para comprar limões, porque precisava fazer uma limonada”.

É isso aí: isto é e ou seja só para dizer o que já foi dito mas com outras palavras. Ah! E não esqueça: eles vêm sempre entre vírgulas.

2 comentários:

  1. Há alguma situação em que se poderia usar "ou seja" seguido de ponto final?

    ResponderExcluir