Follow by Email

terça-feira, 21 de junho de 2011

Orações subordinadas substantivas


Mostram-se como “um pedaço” que falta à oração principal. São orações que exercem a função de um substantivo:

ü  A menina quis que eu lesse o livro. (A menina quis a leitura do livro)

Dividem-se em:

  • Subjetivas
  • Objetivas Diretas
  • Objetivas Indiretas
  • Completivas Nominais
  • Predicativas
  • Apositivas

Hoje as três primeiras:


Subordinadas Substantivas Subjetivas: fazem o papel de sujeito:

É preciso que o grupo melhore.       

O que é preciso? Que o grupo melhore. (A melhora do grupo é necessária.)

É preciso: oração principal
que o grupo melhore: oração subordinada substantiva subjetiva.


Subordinadas Substantivas Objetivas Diretas: fazem o papel de objeto direto.

Nós queremos que você fique.              

Nós queremos o quê?  Que você fique.

Que você fique – é o objeto direto do verbo querer

Objeto direto: complementa o sentido de um verbo transitivo direto – é direto porque não há preposição entre o verbo e o objeto.

Nós queremos : oração principal
que você fique: oração subordinada substantiva objetiva direta

·         Subordinadas Substantivas Objetivas Indiretas: fazem o papel de objeto indireto.

Não me esqueço de que estavas aqui naquele dia.    
          
Não me esqueço de quê? De que estavas aqui naquele dia.
De que estavas aqui naquele dia -  é objeto indireto do verbo esquecer

Objeto indireto: complementa o sentido de um verbo transitivo indireto – é indireto porque uma preposição entre o verbo e o objeto – no caso a preposição “de”.

Não me esqueço: oração principal
de que estavas aqui naquele dia: oração subordinada substantiva objetiva indireta

Nenhum comentário:

Postar um comentário