Follow by Email

sábado, 24 de setembro de 2011

O que nos falta?

    
  Capa de: O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível 
João Francisco Duarte Jr.

    Muito se tem falado sobre atitudes agressivas, sobre a perda de valores, que têm atingido a todas as camadas da sociedade, seja em casa, seja no trabalho, seja na rua, seja na escola. Eu presencio diariamente cenas de deixar qualquer um de cabelos em pé – e mesmo aqueles sem cabelos. Nem preciso descrevê-las, porque com certeza, você aí, leitor, também presencia várias atitudes “desordenadas”, digamos assim, no seu dia a dia.
    Estou lendo no momento a linda tese de Duarte Jr. (O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível) sobre a educação estética - por meio da arte -, e concordo plenamente com ele quando diz que a “capacidade sensível do ser humano” vem sendo substituída pela sociedade moderna pela “anestesia” – a negação do sensível, a incapacidade de sentir. E não é isso mesmo? Poucos apreciam as boas coisas, poucos param para sentir as coisas, poucos elogiam, poucos percebem as paisagens, os bons cheiros, o que é belo, poucos...poucos...poucos.
    Por isso a grande e urgente necessidade de dar atenção aos “processos sensíveis do corpo”, diz o autor. Para Duarte Jr., a crise da sociedade contemporânea gira em torno da deseducação dos sentidos.  Diz ele que o ser humano entrou em uma espécie de regressão que chegou a níveis “toscos e grosseiros”, haja vista a degradação do meio-ambiente, do espaço urbano, da falta de valores que podemos perceber em todos os lugares. Volto a repetir: E não é isso mesmo?
    O que podemos fazer? Eu, como professora, preciso com urgência levar os alunos a ter uma educação do sensível. Não é utopia. Sou professora e é o que tenho tentado fazer. Tenho tido bons resultados? Não sei ainda, mas a médio e longo prazo, penso, quem sabe, atingir alguns, e estes alguns possam, quem sabe, atingir outros alguns, e assim por diante. É isso que estou fazendo e vou continuar a fazer. Eu não desisto!

     Leia o livro de João Francisco Duarte Júnior (todo professor deveria ler, na minha modesta opinião) - O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível - Curitiba: Criar; e busque você também caminhos para pararmos de ser “toscos e grosseiros”.

 Até a próxima!

Um comentário:

  1. Bom esse texto, realmente estamos vivendo em uma sociedade onde os valores estão se perdendo, penso que está faltando duas coisas importantes para podermos ter uma sociedade mais digna Deus e Educação, se nossos lideres Religiosos e políticos parassem com tanta corrupção e se preocupassem em investir no ser humano, com certeza teríamos uma sociedade melhor, infelizmente isso esta longe de ser uma realidade, como cristã tenho orado a Deus para que Ele levante homens e mulheres honestos, sinceros, dignos, para estarem investindo em prol de uma sociedade mais digna.

    ResponderExcluir