Follow by Email

sábado, 5 de outubro de 2013

Pontuação é assunto sério sim!





Pontuação é assunto sério sim. Já ouvi comentários assim no laboratório da universidade: “Não estou nem aí para vírgula”. Doce engano. Como diz o poema “Vírgula”, em comemoração aos 100 anos da Associação Brasileira de Imprensa: “Uma vírgula muda tudo”. É algo, então, para ter-se cuidado na hora de redigir – seja no Enem, no vestibular, seja naquela dissertação de mestrado (para vocês de coração, meus queridos colegas), nas teses de doutorado, etc. Assim, deixo, aqui, algumas dicas sobre o uso de vírgulas.

Uso obrigatório da vírgula:

Para separar a data da localidade:

Itajaí, 5 de outubro de 2013.

  • Para isolar o vocativo (digamos assim, a pessoa com a qual você fala):


Elaine, podes me enviar o texto por e-mail?
Andrey, não se esqueça da reunião.

  • Para marcar termos intercalados/deslocados


Durante as horas de lazer, nenhum deles alegou participar de momentos culturais.

A frase “durante as horas de lazer” está deslocada, pois seu local originário deveria ser ao final da frase. Assim, como foi colocada no início (deslocada), precisa de vírgula. Outro exemplo: Poetas, ao final do século XIX, como Mallarmé e Ezra Pound, passaram a experienciar novas formas de dar vida aos seus poemas.

  • Para omitir o verbo:


Ele joga futebol; mas ela, voleibol.

Entre ela e voleibol foi omitido o verbo “jogar”.


  • Para isolar o aposto explicativo:


É na prática, no lidar com o objeto, que se passa a compreender o entorno, perceber sua problemática, sua beleza, sua criação.

A frase “no lidar com o objeto” explica o que é prática, vem, portanto, entre vírgulas.

No excerto acima, usei as vírgulas para, também, enumerar: “perceber sua problemática, sua beleza, sua criação”.

Uma dica que eu gosto e que deixa seu texto mais elegante é a seguinte:
Ao invés de iniciar sua frase com porém, contudo, no entanto, portanto, use essas conjunções após o sujeito e o verbo. A conjunção após o sujeito e o verbo vem entre vírgulas– dá um ar mais elegante. .Ex.:

No entanto, seus indivíduos continuam a ser seres que pertencem a uma sociedade e que necessitam aprender a “ser”.

Seus indivíduos continuam, no entanto, a ser seres que pertencem a uma sociedade e que necessitam aprender a “ser”.


Um exercício muito bom sobre pontuação é, ao ler bons textos, prestar atenção em como ela está sendo utilizada - eu aprendi muito assim. Há muitas outras dicas sobre pontuação neste endereço:


E aqui deixo aquele poema do qual falei no início desta postagem:

Vírgula
Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,40.
2,34.

Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.
E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

 ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação. Campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).